18 Set, 20

O momento da escolha do primeiro imóvel é sempre rodeado de uma série de dúvidas que o você precisa esclarecer antes de comprar seu apartamento. Desde a localização do empreendimento, as facilidades de negociação até o tamanho ideal, tudo deve ser bem pensado. Mas então, quais são as 10 coisas que você precisa saber para comprar seu primeiro apartamento?

Nós vamos te ajudar! Para facilitar o processo de compra do seu primeiro imóvel, listamos os 10 pontos mais importantes que você precisa estar atento no momento de escolher seu primeiro apartamento e garantir um bom negócio. 

Ficou interessado? Acompanhe o conteúdo e saiba mais!

1. Comece fazendo um bom planejamento financeiro

O primeiro passo pra você que deseja adquirir um imóvel é entender sobre como anda a saúde de suas finanças. Nesta etapa, o mais importante é entender como esse novo investimento vai se encaixar no seu planejamento financeiro mensal e anual.

Tente eliminar ao máximo dívidas ou parcelamentos ativos em seu nome, pois acredite, este é um dos piores inimigos de quem deseja adquirir um apartamento. Quando um parcelamento está ativo, de forma automática, parte do dinheiro que você deveria investir no financiamento do seu imóvel já está comprometido com a dívida atual. Dessa forma, além de dificultar a regra básica dos gastos – aquela em que você deve separar 30% dos ganhos para dívidas e o restante apenas para investimentos – essas negociações podem abaixar seu crédito junto ao banco e a construtora responsável pelo empreendimento que você deseja. 

Também é interessante diminuir o gasto com coisas supérfluas e que podem esperar um outro momento. Importante manter controle total sobre o seu orçamento. Se você pode economizar em uma viagem, passeio, trocar de veículo, entre outras coisas e guardar esse investimento para pagar a entrada da negociação, por exemplo, ajuda bastante para que você consiga ter uma reserva maior para o investimento e conseguir organizar e negociar um fluxo de pagamento bem melhor, caso não tivesse uma boa reserva para entrada e documentação.

2. Defina o quanto você pode investir

Ao organizar e fazer um planejamento financeiro, você já pode se basear no quanto você pode e pretende investir na compra do seu primeiro imóvel. Você precisa analisar com cautela o quanto você poderá investir no apartamento e qual será a forma de pagamento. Caso o imóvel seja financiado, você precisa se lembrar que, normalmente, as construtoras pedem, no mínimo, 20% do valor total do imóvel de entrada. Além disso, você precisa considerar os custos com a documentação.

Mas pra te ajudar a avaliar o investimento que se encaixa na sua realidade financeira, se faça perguntas como: 

  • Quanto tenho de dinheiro disponível de imediato? 
  • Caso o pagamento não seja a vista, quanto posso oferecer de entrada?
  • Tenho FGTS para ajudar no pagamento do imóvel?
  • Será somente a minha renda ou terei outras para complementar o orçamento?
  • De acordo com a minha renda (individual ou conjunta), qual o valor conseguirei financiar no banco?
  • Se vou financiar, qual o valor de parcela se encaixa no meu orçamento mensal?
  • Se vou comprar na planta, como o fluxo de pagamento se encaixa no meu orçamento mensal e anual?

Como fazer os cálculos:

Valor do apartamento pronto


          Entrada mínima –20% do valor total do imóvel

          Documentação - aproximadamente 4% do valor do imóvel

          Valor a ser financiado (máximo 80% do valor do imóvel): 

          valor do apartamento – valor da entrada 


O valor da parcela do financiamento pode comprometer até 30% da renda do cliente ou renda familiar.

Respondendo inicialmente essas perguntas e fazendo os cálculos, você terá uma visão mais precisa do que esse investimento representará e como ele impactará no seu orçamento.

3 Defina como você vai pagar seu apartamento

Acaba que o passo dois e três ocorrem quase que ao mesmo tempo, não é mesmo!? Ao definir quanto você quer e pode investir para a compra do imóvel, automaticamente você já pensa na forma de pagamento. Mas você sabe quais são as possibilidades para adquirir um imóvel?

Confira as principais formas de pagamento:

  • Permuta: na permuta, você consegue oferecer à construtora um terreno, imóvel ou, em alguns casos, um carro como moeda de troca ou amortização do valor final do novo apartamento. Mesmo que o seu imóvel tenha um preço inferior ao que deseja adquirir, caso a construtora aceite a negociação, você consegue amortizar o valor do saldo devedor e fazer a compensação financeira do restante do valor. A permuta é reconhecida por lei, o que significa que será necessário a apresentação desta negociação em cartório para que haja um amparo legal na compra. De qualquer forma, esta é uma excelente opção para quem já possui um imóvel mas deseja trocar de moradia. 

  • Pagamento à vista: o pagamento à vista, assim como em qualquer outra negociação, se dá quando o cliente tem a possibilidade para quitar todo o saldo devedor em uma única parcela. Em alguns casos, esta pode ser uma forma bastante atrativa por causa dos descontos oferecidos e possibilidades de negociação. 

  • Financiamento de imóvel com o banco: o financiamento de imóveis é uma das formas mais utilizadas para o pagamento do saldo devedor de um empreendimento. Através do financiamento – que poderá ser solicitado à instituição financeira de sua preferência após o pagamento integral da entrada – você divide o saldo residual em parcelas favoráveis ao seu orçamento. São feitas correções de juros, referentes ao valor do saldo residual, e o valor final desta correção será parcelado para o pagamento através dos meses. Esta é uma ótima opção para você que possui o valor da entrada, mas não tem possibilidade de arcar com o pagamento total da unidade de uma só vez.  Você pode conversar com o responsável pelo seu financiamento para ver qual o melhor fluxo de pagamento e quantidade de meses para arcar com pagamento. 

  • FGTS: quem deseja comprar um apartamento, pode usar o FGTS para amortizar o valor da entrada, diminuir a quantidade das parcelas e também diminuir o valor do saldo no pagamento à vista. Você pode utilizar o saldo do seu fundo de garantia para o pagamento na compra de um imóvel.
  •  
  • Pagamento de imóvel na planta: ao comprar um apartamento na planta, algumas construtoras e incorporadoras oferecem aos clientes a possibilidade de personalizar o fluxo de pagamento, até a entrega das chaves, caso ele não queira pagar a entrada a vista. Com isso, o cliente se organiza da melhor forma, para inserir as parcelas mensais, semestrais e anuais (se houver) dentro do seu planejamento financeiro. Isso garante que você consiga arcar com os valores da construção sem precisar aplicar um grande esforço financeiro logo na entrada. Isto é uma grande vantagem!

Para imóveis prontos, algumas empresas também oferecem a possibilidade de parcelamento da entrada, porém, com um número de parcelas bem inferior. A melhor forma de conhecer o fluxo ideal para o seu bolso é conversando com a construtora. A equipe comercial saberá te explicar sobre todas as variáveis e vocês conseguirão chegar a um valor interessante.

4 Defina a tipologia e localização do apartamento que deseja comprar

Esse também é um passo importante para a compra, pois agora é o momento de definir o que realmente você precisa e onde. Nesta etapa, é importante observar as necessidades da sua família para definir a melhor tipologia, localização e o melhor empreendimento para morar. Você precisa entender quais serão os diferenciais que a sua família necessita. 

O mais importante nesse momento, é avaliar seu estilo de vida com o que o apartamento vai te proporcionar e atender. Mais uma vez é importante o exercício das perguntas. Comece se perguntando se você precisa de um cantinho só pra você ou se vai casar em breve e que apenas um espaço compacto e aconchegante para o casal.

Além de várias questões que você precisa avaliar, como:

  • Preciso de mais espaço para crianças;
  • Preciso de mais espaço para criar um espaço de home office, estudos ou meditação;
  • Preciso de um espaço para sala de estar, cinema ou relaxamento;
  • Estou com muito espaço sobrando em casa e preciso ir para um local menor;
  • Preciso um imóvel com localização melhor e mais compacto;
  • Preciso de um quarto de hospedes pois recebo muita visita de familiares e amigos em casa;
  • Gosto de receber visitas em casa, tenho família grande e preciso de uma área gourmet ou varanda mais espaçosa;
  • Meus filhos saíram de casa e preciso me mudar pra um apartamento menor e melhor localizado;
  • Meus filhos precisam de mais privacidade em casa;
  • Eu preciso de um espaço só pra mim;
  • Preciso de um espaço maior, como um closet.

Essas e várias outras situações você precisa avaliar para definir se o melhor pra você é um apartamento 1, 2, 3 ou 4 quartos, se precisa não só ter mais quartos, mas para aumentar a privacidade você vai precisar de mais suítes e como cada uma dessas tipologias vai encaixar no seu orçamento.

Avalie se é melhor morar próximo ao trabalho ou próximo à família. Já escolheu a localização? Então conheça cada detalhe do bairro, veja se possui conveniências e facilidades, se é próximo de estabelecimentos comerciais, escolas, centros de diversão e de lazer. Todas essas características juntas garantem que você estará satisfeito e seguro da compra do seu apartamento.

5 Decida entre apartamento pronto para morar ou apartamento na planta

Você tem pressa de mudar para o novo apartamento ou pode esperar mais? Precisa de tempo para terminar de organizar algumas coisas antes de trocar de imóvel? Respondendo à essas questões você também consegue entender melhor sobre o seu momento.

Isso por que a compra de um imóvel pronto para morar resulta na possibilidade de mudança mais rápida, já que o empreendimento já está entregue. Esta opção é bastante interessante, porém, você pode ter um valor de investimento maior, visto que um apartamento novo e pronto para morar possui, normalmente, maior valorização em relação ao imóvel na planta.

Já um apartamento na planta oferece valores mais atrativos e um poder de negociação maior, tanto no valor quanto no desenho do seu fluxo de pagamento. Esta variação precisa ser bem planejada, atendendo às suas necessidades e garantindo uma compra inteligente. 

Dessa forma, analise bem a sua urgência em se mudar para o seu primeiro imóvel, para definir se você optará por um apartamento pronto ou na planta.

6 Escolha o apartamento ideal para sua necessidade

Essa é uma etapa bastante interessante, mas tome cuidado pra não se tornar cansativa. É nesse momento que você começa a analisar os tours virtuais, imagens do empreendimento e fazer as visitas nos apartamentos. A primeira dica para esse passo é listar o que pra você é indispensável que o imóvel possua, o que você não abre mão. Isso faz toda a diferença e te ajuda a otimizar seu tempo na hora da escolha.

Agora que você já definiu quanto pode pagar, como vai pagar, localização e qual a tipologia ideal do seu apartamento, chegou a hora de pesquisar as opções disponíveis. Agora é preciso procurar todos os empreendimentos que estão à venda e que fazem parte do que você planejou. Entre em contato com as construtoras e incorporadores, imobiliárias ou o seu corretor de confiança e converse bastante para tirar todas as suas dúvidas.

A visita ao apartamento e/ou ao decorado permite que você idealize melhor e torne um pouco mais real a sua experiência naquele lugar. Com isso, fica mais fácil reconhecer se o apartamento foi feito e pensado pra você!

Analise tudo o que o empreendimento oferece, desde itens de lazer até vagas de garagem, escaninho e itens de sustentabilidade que podem gerar grande economia pra você, além de uma enorme qualidade de vida e bem-estar

7 Conheça a construtora onde vai comprar

É extremamente importante que você pesquise e analise a construtora do apartamento que você se interessou. Acesse o site, procure nas redes sociais e caso conheça alguém que já adquiriu algum produto da mesma empresa, converse com a pessoa. Ter referências é fundamental nesse processo.

Procure saber sobre tudo: qualidade construtiva, reputação da empresa, prazo de entrega dos empreendimentos, assistência técnica, suporte ao cliente e atendimento pós-venda. Muitas empresas não concedem a atenção merecida pelo cliente após a compra do apartamento e isso faz toda a diferença. 

8 Compre com um especialista e negocie

É extremamente importante que você compre imóveis com um especialista. Um profissional credenciado, seja da própria construtora ou um corretor de imóveis. Converse com o consultor imobiliário sobre suas expectativas em relação ao empreendimento e todas as suas necessidades. A partir disso, ele conseguirá encontrar o imóvel ideal pra você e te ajudar a fazer o melhor negócio. 

Encontrou o apartamento certo? Ótimo, agora você precisa negociar. O valor da entrada, fluxo de pagamento até a entrega do empreendimento – caso seja na planta – todas essas variáveis financeiras precisam estar bastante claras pra você. 

Esteja sempre em contato com o especialista, seja da construtora ou da imobiliária, para te ajudar em todo o processo de negociação. Desta forma, você estará seguro e não terá que se preocupar possíveis surpresas. 

9 Fique atento ao contrato

Bom, se você chegou até aqui, significa que já escolheu seu apartamento e está muito perto de realizar o sonho de comprar seu imóvel. É extremamente importante fazer a análise bem profunda do seu contrato e de todas as cláusulas que constam nele. Converse com um advogado da sua confiança, tire suas dúvidas com o jurídico da construtora e/ou da imobiliária.

Dica de ouro: você leia quantas vezes for necessário o contrato, tenha certeza de que todas as negociações que você realizou no momento da compra estão devidamente declarados no documento. Confirme os prazos, analise as taxas que estão sendo cobradas, tenha certeza do tamanho da unidade escolhida e os demais detalhes do apartamento de você escolheu. 

Este passo lhe garante segurança e certeza que não terá dor de cabeça futuramente. 

10 Confira como está o seu relacionamento com o banco;

Esta é a oportunidade de conversar melhor e abrir os seus planos ao responsável de crédito da sua agência. A aquisição de um apartamento, muitas vezes, é feita através de um financiamento bancário e para que isso seja possível é necessário que haja um bom relacionamento com o seu banco. 

A dica aqui é simples: verifique como está o seu crédito junto ao banco, converse com seu gerente e entenda a melhor forma de melhorar o seu score – caso seja necessário – para facilitar uma liberação de crédito e invista o máximo de tempo para se organizar junto à este credor. 

Os passos que detalhamos te ajudam no processo da escolha do imóvel ideal e o que você precisa saber para comprar um apartamento. Desde a escolha da localização, forma de pagar, definição de tipologia, até a análise do contrato, você precisa estar atento para fazer o melhor negócio e realizar a compra do seu primeiro imóvel sem muitos problemas. 

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o nosso blog!

Categorias: Investimento

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Investimento

O que fazer antes e depois da mudança de apartamento?

Já sabe o que precisa fazer antes de mudar para seu novo apartamento?

Canal

Investimento

CEF assina contrato de apoio à produção imobiliária

O contrato liberou R$35,5 milhões para finalizar o Gaia Consciente Home, que está com metade de suas obras concluídas.