07 Ago, 19

Provavelmente muitos já ouviram falar em taxa Selic, mas desconhecem o significado da sigla. Neste artigo você irá entender o que é a Selic, como ela funciona e como afeta o mercado imobiliário.

Se é investidor ou pensa em investir, leia este artigo e aplique o seu dinheiro no setor em que as margens de erro são praticamente nulas: o mercado imobiliário.

TAXA SELIC E SUA DEFINIÇÃO

A taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia) é utilizada para operações interbancárias, a qual influencia na economia geral. De acordo com o Banco Central, é o principal instrumento de política monetária utilizado para controlar a inflação. Ela influencia todas as taxas de juros do país, como as taxas de juros dos empréstimos, dos financiamentos e das aplicações financeiras. 

Quando ocorre uma queda da Selic, o consumidor consegue uma aprovação de crédito com mais facilidade e, como resultado, passa a gastar mais. Consequentemente quando a Selic está elevada, a aprovação do mesmo se torna mais difícil, sendo assim, o consumidor se vê obrigado a reduzir os gastos e então vem o acúmulo de dinheiro nos bancos, gerando juros baixos.

Anualmente, num total de 8 encontros, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reúne, dois dias seguidos, para definição da taxa básica de juros, definindo então o rumo da economia do país.

Aumentar a taxa de juros é uma estratégia do governo para frear a inflação – aumento contínuo de dinheiro. Com o aumento da Selic as pessoas tendem a gastar menos e os comerciantes se veem na obrigação de reduzir os preços para que continue o consumo.

Por outro lado, a redução da Selic é utilizada para impulsionar o consumo e aquecer a economia. É mais favorável aplicar o dinheiro em produção que armazená-lo no banco, rendendo juros a uma taxa muito baixa.

EFEITOS DE MUDANÇAS NA SELIC


Fonte: https://www.bcb.gov.br/controleinflacao/taxaselic


COMO A SELIC INFLUENCIA NA COMPRA DE IMÓVEL?

Pode-se dizer que a Selic e o mercado imobiliário caminham juntos. Isso porque os reajustes da Selic reflete nas taxas de juros de financiamento entre bancos. Exemplificando: suponhamos que a taxa Selic sofra um aumento de 15% para 17%. Consequentemente a taxa de juros do financiamento será maior, diminuindo a procura por compra de imóveis novos. Caso contrário, a Selic caia de 15% para 13%, a taxa de juros do financiamento será menor e mais favorável a quem pretende comprar um imóvel, seja para morar ou investir.

Em 2016 a Selic estava elevada em 14,25%, o país estava no alto de sua crise financeira. Os consumidores, vendo que a situação não era boa, recuaram e as vendas de novos imóveis caíram drasticamente.

QUEDA DA TAXA SELIC

Em 2016 a taxa Selic se mantinha em 14,25% e permaneceu até outubro do mesmo ano, quando o Copom decidiu reduzi-la para 14%. A ação foi uma das primeiras medidas adotadas com o intuito de diminuir a inflação, registrada em 7,87%, dos últimos doze meses. No mesmo período de 2016 o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) sofreu um deflação de 10,67%, em 2015, para 6,29% em 2016.

Meses depois, em dezembro de 2016, a Selic tornou a cair para 13,75%. Em 2017 a queda continuou, instigada pelo reaquecimento na economia brasileira. O ano de 2017 começou com o índice de 13,75%, fechando em dezembro do mesmo ano em 7% - um corte significativo de quase 50%. Desde 2016 a economia brasileira vem se reaquecendo e nos primeiros meses de 2018 a Selic sofreu novos cortes fechando o ano em 6,5%.

APÓS NOVA QUEDA DA SELIC BANCOS ANUNCIAM REDUÇÃO DE JUROS

No último dia 02 de agosto a Ademi-GO (Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás) publicou uma matéria informando mais uma queda da Selic. A taxa básica de juros caiu de 6,5% para 6%. De acordo com a Ademi-Go, a notícia foi divulgada no dia 31 de julho, após a 224ª reunião do conselho. O Copom ainda estima que até 2022 a inflação chegue a 3,50%.

Em nota, a Caixa anunciou redução nas taxas de juros. “A depender do nível de relacionamento dos clientes, os descontos nas taxas de juros podem ser ainda maiores. Iniciativa precursora no mercado bancário, as novas taxas valem para atuais e novos clientes”, explicou.

Outro banco a informar redução foi o Banco do Brasil. No dia 31 de julho, o banco anunciou que a redução das taxas entrariam em vigor no dia 5 de agosto. “Redução das taxas de juros para pessoas físicas, jurídicas e no financiamento imobiliário, em linha com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que cortou a taxa Selic em 0,50 ponto percentual ao ano. As novas taxas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 5”.

MOMENTO DE INVESTIR

A Selic registra a menor baixa desde 1998 e as estatísticas apontam que o momento é oportuno para quem deseja investir. Os bancos já começaram a reduzir as taxas de juros e, acompanhando a queda da Selic, as instituições financeiras já preparam melhores opções de acordo o perfil do cliente.

A Consciente Construtora apresenta dois empreendimentos para quem não abre mão do conforto e deseja conectar-se a natureza. Não perca tempo, invista em imóveis já!

Conheça o Planet Consciente Garden: localizado no setor Bueno com 122 m², possui 4 praças exclusivas e fica a 5 minutos do Parque Vaca Brava. A entrega está prevista para março de 2020.

Tem planos de mudar em 2022? comece agora investir em seus sonhos. Conheça o nosso decorado, Gaia Consciente Home. Conecte-se ao setor Bueno e viva com mais tons de verde, desfrutando das facilidades que o setor proporciona.

Tenha um Consciente e Conecte-se!

Categorias: Dicas

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Dicas

5 motivos para investir em imóveis agora

O mercado imobiliário superou a crise econômica. Aproveite esse momento de baixas taxas e financiamento facilitado e invista agora

Canal

Dicas

O que fazer antes e depois da mudança de apartamento?

Já sabe o que precisa fazer antes de mudar para seu novo apartamento?

Canal

Dicas

O 13º salário: Um recurso extra para investir no mercado imobiliário

O país caminha para um futuro promissor já avistando o fim de uma crise e agora? O que fazer com o 13º salário? É possível utilizá-lo para investir em imóveis?