22 Out, 19

De acordo (IBGE), a população brasileira está envelhecendo. Em 2060, a população idosa deverá representar 26,7% da população total do País e a expectativa de vida deve passar de 75 para 81 anos. Tirando as preocupações de alguns analistas econômicos sobre escassez de trabalhadores, crescimento econômico mais lento e sistemas de previdência e assistência médica sob pressão, o que importa é que as cidades e os apartamentos terão que se preparar para receber melhor essa faixa da população acima de 60 anos.

 

De acordo com prefeitura de Goiânia, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), de 1980 até 2012 o número de idosos quadruplicou em Goiânia, passando de 28,6 mil para 127,7 mil. O crescimento por faixa etária no município também sofreu alterações durante esses trinta anos. No ano de 1980, residiam na Capital 1,9 mil idosos com idade superior a 80 anos. Já em 2012 esse número passou para 16 mil. Isso revela uma melhora significativa na qualidade de vida dessa população, devido principalmente ao fortalecimento da Atenção Básica pela SMS de Goiânia. Atividades como a prevenção de doenças, o diagnóstico e o tratamento precoce de patologias agudas, além do controle e acompanhamento de patologias crônicas acabam acarretando em populações cada vez mais saudáveis.

 

É curioso perceber que, nos diversos países onde esse fenômeno já acontece ou aconteceu, essas mudanças demográficas estimularam transformações comportamentais e tecnológicas, trazendo inovações que compensam essa nova configuração.

Com melhor saúde, as pessoas estão envelhecendo mais tardiamente.  O idoso de 60 anos hoje faz investimentos, pratica atividades físicas, viaja e consome mais e melhor talvez que o jovem, porque ele trabalhou, juntou e agora tem saúde para desfrutar dos benefícios.

Segundo David E. Bloom na revista EXAME, pesquisas com empregadores comumente revelam que os trabalhadores com mais de 60 anos são vistos como experientes, informados, confiáveis e leais.

 

Nós da Consciente Construtora já estamos antecipando e adaptando nossos projetos a algum tempo independente dessa transição demográfica mas sim porque somos Conscientes e acreditamos na moradia para todos. Por isso nossos projetos são melhorados a cada novo lançamento para atender critérios de acessibilidade em todo o empreendimento e criar qualidade de vida como:


• Portas com vão livre mínimo 80 cm
• Maçanetas tipo alavanca
• Banheiros acessíveis
• Rampas ou elevadores para acessar desníveis
• Vagas PNE
• Esquadrias com peitoril baixo
• Piscinas e lazer acessíveis
• Apartamentos com porta de entrada 90cm
• Espaços abertos em contato com a natureza
• Gerador para área comum e elevadores sociais em caso de queda de energia
• Elevador de emergência entre outros.

       

       Conheça nossos empreendimentos e veja esses detalhes clicando aqui.

Categorias: Imoveis

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Imoveis

Segurança ao morar em Apartamento

Está em busca de segurança? O apartamento pode ser sua solução!