31 Ago, 20

A corda sempre arrebenta para o lado mais frágil? Muitas vezes sim, mas nem sempre! Os estagiários foram drasticamente afetados pela pandemia da Covid-19. Segundo o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) a queda na abertura de vagas no primeiro semestre foi de 35,8% para estagiários e 35,4% para aprendizes na comparação com o mesmo período do ano passado. Porém, mesmo neste cenário preocupante, ainda há o que comemorar. Houveram empresas que decidiram sim manter seus estagiários.


O estudante do 8º período de engenharia civil, Mateus Machado, 22, foi um dos estagiários que temeu ficar sem trabalho. "No começo da pandemia, em março, fiquei inseguro porque muitos amigos encerraram os contratos de estágio e temi que o mesmo pudesse acontecer comigo. Porém, logo fui deslocado para fazer o trabalho home office e a má notícia nunca chegou", comenta o estagiário do setor de planejamento e controle da Consciente Construtora e Incorporadora, que agora está fazendo o esquema híbrido de home office e trabalho no escritório.



Mateus machado, 22 anos, estagiário no setor de planejamento da Consciente Construtora


Agindo na contramão da maioria das empresas do País, a construtora, que conta com 10 estagiários, não dispensou os colaboradores durante a pandemia, mesmo sendo eles vistos pelo mercado como um dos elos mais frágeis nas empresas. O estudante Mateus Machado afirma que a manutenção dos contratos de estágio são importantes, principalmente em um momento em que as escolas pararam por conta da pandemia. "Sem ter o contato com as salas de aulas, aproveitamos a empresa para colocar em prática aquilo que já aprendemos na universidade e, ao mesmo tempo, aprender um pouco mais sobre a nossa profissão e o relacionamento profissional com outras pessoas", destaca o estudante.


A manutenção dos estagiários também é comemorada pelos supervisores. De acordo com a engenheira de planejamento e controle Marina Ribeiro, que conta com o apoio direto de um estagiário, eles contribuem para dar o suporte necessário para o andamento das atividades na empresa.


"Estamos em uma área [planejamento e controle] que nos demanda muita responsabilidade e atenção porque nada se compra na empresa sem passar pelo departamento de controle. Sem a ajuda dele, não conseguiria fazer nem 50% do que fazemos hoje", explica a engenheira, que começou na empresa como estagiária há 12 anos. "Para ter sucesso no estágio, a dica que dou, e que me ajudou, é ser curioso, querer saber ao máximo o que acontece na empresa e em cada atividade. Questionar e demonstrar interesse sempre despertam os olhos dos chefes nas empresas", conclui.


A engenheira de projeto Débora Brandão compartilha da mesma ideia sobre a importância dos estagiários. Para ela, os estudantes levam mais renovação e criatividade para o ambiente de trabalho. "Em contrapartida, não nos limitamos a passar conhecimentos somente sobre um determinado serviço, já que, por experiência própria, vi o quanto é importante exercer atividades que abrangem o departamento como um todo. Assim, eles se preparam da melhor forma para o mercado", destaca.


Volta por cima

O estudante do nono período de engenharia civil Rafael Gustavo Lopes, 21, foi outro estagiário da Consciente Construtora e Incorporadora que também ficou ansioso quanto à incerteza provocada por uma situação nova e que atingiu o mundo inteiro. "Pensamentos como 'o que vai acontecer daqui para frente?' começam a aparecer em nossa cabeça. Porém, eles logo passaram e surgiu a certeza de que iremos crescer e evoluir com toda essa experiência. Com isso, fiquei mais seguro, principalmente pelo fato de grandes empresas se adaptarem em momentos de crise e foi o que aconteceu conosco", conta Rafael Gustavo, que tem atuado em home office como estagiário na área de orçamentos.


A engenheira de orçamentos Gessika Geremias, supervisora do Rafael Gustavo, afirma que não foi cogitada a dispensa dos estagiários durante o período de pandemia, já que as demandas continuaram as mesmas durante os últimos meses. "Foi apenas pensado em uma forma para que eles continuassem trabalhando com segurança. No caso do Rafael a solução está sendo o trabalho em home office", explica.


Apesar dos impactos negativos no início do ano, a expectativa é de que o número de vagas para estagiários volte a crescer neste segundo semestre. O CIEE registrou em junho o primeiro aumento no número de vagas desde o início da pandemia do novo coronavírus. Em comparação com abril, mês em que as primeiras consequências mais graves da pandemia passaram a ser sentidas pela economia brasileira, as ofertas aumentaram em 99,34% para estágio e 101,48% para aprendizes.


Categorias: Institucional

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Institucional

1° Encontro Consciente

Aconteceu, no Hotel Mercury, no dia 05 de abril, o 1° Encontro Consciente.

Canal

Institucional

Ilézio Inácio participa de posse da Arquiteta Jacira Pires no IHGG

O Diretor Presidente da Consciente foi um dos convidados da mesa diretiva.

Canal

Institucional

Consciente vence 7º TOP Imobiliário

A construtora foi a vencedora em duas categorias.