20 Jan, 21

Você sabia que o ditado “Gentileza gera gentileza” pode ser perfeitamente usado na arquitetura? Pois é! A Gentileza Urbana não é nada além do que pensar, de forma estratégica, meios para criar nos empreendimentos e nas obras da cidade, valores que agregam e favorecem o urbanismo, o paisagismo natural, o reflorestamento e também a sustentabilidade no mais amplo sentido da palavra. 


Esse é um conceito que arquitetos, urbanistas e construtoras vem apostando como tendência, tanto pela oportunidade de conceituar sua marca como amiga do meio ambiente como também para conquistar o coração de moradores e investidores mais exigentes, que valorizam a integração entre a cidade e a natureza. Mas você sabe identificar um prédio ou complexo que apostou na gentileza urbana? Sabe localizar a gentileza urbana nos empreendimentos da sua cidade? 


Continue acompanhando o texto, pois separamos 5 características para que você reconheça a gentileza urbana nos empreendimentos.


Gentileza urbana na vizinhança


Um dos conceitos que está em alta para o desenvolvimento de novos projetos de engenharia civil é a acessibilidade para vizinhos, visitantes ou passageiros que estão ao entorno do prédio.

Calçadas com acessibilidade para portadores de deficiência ou sem desníveis para idosos são exemplos de gentileza urbana e que fazem a diferença na hora dos passeios ou dos deslocamentos necessários, assim como as que escoam melhor a água das chuvas, evitando acidentes como quedas e escorregões, direcionando a água para as floreiras ou para locais adequados.


Jardins e calçadas com noções de estética sustentável também são mais convidativas aos pedestres, para aves e também para a biodiversidade local, o que melhora o bem estar, contribui para uma boa saúde mental e permite uma bela vista para quem estiver por perto. Por isso, disponibilizar soluções para que os arredores dos empreendimentos se tornem convidativos também é alternativa de aplicar a gentileza urbana. 


Integração gentil entre a natureza e complexos do futuro


Cada vez mais comum, as atrações itinerantes nos locais onde empreendimentos são instalados se tornam uma ótima opção de lazer para a comunidade e mais um exemplo de Gentileza Urbana. Áreas com parquinhos para crianças, espaço para atividade física, bancos contemplativos, garagem de bicicletas, paisagismo natural, integração com conveniências próximas e programações com atividades recreativas são algumas das ações que podem ser envolvidas no projeto.


Mas o conceito de design inovador vai além! Um exemplo é a recente instalação de uma praça no WTC Goiânia ,100% em conceito “Floresta de Bolso”

Este é um formato de integração com a natureza que é recente no Brasil, mas já mostrou que veio para transformar os espaços das metrópoles. O conceito, criado por Ricardo Cardim, já esteve presente em grandes parques de São Paulo, em empreendimentos futuristas e até em programas de televisão, como a casa do Big Brother Brasil. Está é uma importante solução para a melhoria da qualidade de vida nas cidades devido à grande densidade vegetal e diversidade de espécies e que em breve se tornará destaque em Goiânia. 

 

Esses verdadeiros recantos verdes integrados as praças contribuem de forma ativa para uma série de benefícios a curto e longo prazo como a diminuição da temperatura devido à redução das ilhas de calor, aumento da umidade do ar, retenção de águas das chuvas e infiltração no solo/lençol freático, atenuamento da poluição sonora, criação de nichos ecológicos e também a filtragem de gases tóxicos pela diversidade de folhas e espécies presentes na praça, contribuindo para a melhoria de problemas respiratórios.


Imagina os benefícios que a criação deste espaço não traz para os vizinhos, visitantes, moradores e também para a biodiversidade da cidade? Incrível, não é?!


Renovação e inovação na hora de construir.


Quaisquer ações que tragam uma melhor qualidade de vida para as cidades e seus habitantes, propondo ações de integração e tornando o ambiente mais convidativo para todos é considerada Gentileza Urbana. Uma maneira de exemplificar isso é por meio da arte!


O design futurista pensado de forma sustentável é um exemplo. Prédios com formas diferentes, design integrativo e contemporâneo demonstram que arquitetos e urbanistas também são verdadeiros artistas. E ainda podemos ir além, esses mesmos projetos quando pensados de forma a contribuir para a economia de água, geração de energia limpa através da instalação de placas e painéis solares e redução e reutilização de resíduos que poderiam ir para o lixo transformam todo o projeto do complexo em um verdadeiro centro de sustentabilidade e de preocupação com a cidade.


Os formatos das praças, desenhos lineares ou curvilíneos de esculturas, escadarias e ambientes externos tornam a vista da cidade agradável e propõem, de forma sutil, uma mudança e a inclusão de novos estilos para o cotidiano das cidades. Isto é a transformação sustentável do conceito de construir, que aproxima a população e a natureza dos empreendimentos e permite que haja uma comunicação entre eles. Um exemplo claro de gentileza urbana pois melhora as características da cidade, renova o olhar e o conceito das metrópoles, reduz o uso de materiais e de lixo e transforma terrenos em ambientes de contemplação e preservação. 


Adoção e revitalização de espaços públicos é gentileza urbana.


A adoção de espaços públicos, como parques, praças, canteiros, terrenos sem movimentação e escadarias são mais um exemplo. O objetivo aqui é revitalizar essas áreas e ajudar a mantê-las preservadas, devolvendo para a população e permitindo um uso consciente dos espaços.


Por conta dos altos graus de poluição em virtude dos transportes que agridem a atmosfera e do descarte de lixo nas ruas, a população precisa se resguardar e garantir que o convívio com o verde faça parte da rotina. Por isso, construtoras e incorporadoras já estão adotando um conceito diferente de renovar as cidades através da gentileza urbana e com a ajuda de processos tradicionais como o paisagismo, a limpeza e manutenção dos espaços urbanos e a revitalização dos espaços. 


Um exemplo disso é a criação de ambientes Pet Place. Terrenos baldios podem ser limpos e preparados com brinquedos, circuitos e espaços para cães e seus donos se divertirem em momentos ao ar livre. Isso colabora com a limpeza da cidade, já que os espaços que antes estavam cercados de lixo e vegetação rasteira é agora transformado em um ambiente de grande movimentação de pessoas e também com a segurança local, iluminando os espaços e aumentando o fluxo de visitantes.


Um outro estilo de revitalização possível são os parklets. Eles são áreas com uma alta rotatividade de pessoas, agregando momentos de lazer, refeição ou de uma simples pausa em meio à loucura do trabalho. Muitos deles podem apresentar opções para prender bicicletas, deixar a coleira de animais de estimação amarrada ou até tomadas para você recarregar seu celular.


Saúde da cidade também é gentileza urbana


A Gentileza Urbana surgiu para repensar a forma de viver das pessoas, integrando a sociedade com os empreendimentos e buscando melhorias para as cidades. Uma tendência que surgiu por conta da estética mas que já está em total desuso são os prédios com fachadas totalmente espelhadas. Eles formam as chamadas “ilhas de calor”, confundem as aves -  aumentando a possibilidade de choque entre elas e as torres dos empreendimentos - além de causar enorme desconforto aos pedestres, ciclistas e motoristas devido ao aumento da temperatura no nível das calçadas.


Aplicando a Gentileza Urbana, podemos perceber que o objetivo não é eliminar totalmente os vidros das fachadas, mas desenvolver projetos que balanceiem sua quantidade com outros materiais e também sejam posicionados segundo as orientações geográficas mais adequadas do ponto de vista da iluminação natural e dos ganhos de calor com radiação solar. 


Nesse sentido, as fachadas verdes são uma ótima alternativa. Elas são desenvolvidas com plantas nativas e permitem um verdadeiro respiro verde. Além disso, a biodiversidade de aves, borboletas e a micro vida é estimulada, permitindo que a cidade se integre ao que há de mais natural e garantindo uma qualidade de vida exclusiva aos moradores. 


Você já percebeu que os novos complexos e empreendimentos estão trazendo muito mais fachadas verdes, pensando na integração com a comunidade e também nas formas sustentáveis de construir? Tudo isso é reflexo das novas ideias de gentileza urbana e de integração entre o urbano e o humano. Esta é uma tendência que veio para ficar e que trás o melhor da convivência entre a comunidade, resgatando bons momentos, priorizando a saúde física e mental e criando formas inovadoras de se construir.  


E você, já tinha percebido a gentileza urbana em sua cidade? Compartilhe a sua experiência com esta tendência mundial e continue acompanhando nosso blog semanalmente!




Categorias: Sustentabilidade

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Sustentabilidade

Goiânia ganha o trabalho Consciente

1ª Mostra de Responsabilidade Social da Consciente, confira como foi o evento.

Canal

Sustentabilidade

Consciente Construtora realiza SIPAT 2019 em novembro

A empresa contribuiu com a meta do Hemocentro, atendeu 230 colaboradores e cerca de 40 fizeram a doação.

Canal

Sustentabilidade

Consciente e Bambuí promovem Mostra de Responsabilidade Social

A Mostra contará com palestra do diretor-presidente da Consciente Ilézio Inácio Ferreira, exposição de fotografias e show com Vida Seca.