07 Abr, 22

Quando decidimos que chegou a hora certa de comprar um imóvel, logo pensamos em qual o melhor formato para realizar o fluxo de pagamento da unidade. Seja pagamento a vista, por parcelamento e até seguindo o fluxo de pagamento proposto pela construtora... Esse assunto realmente pode nos dar um nó na cabeça e pode, inclusive, confundir os mais desatentos. Mas você sabia que, em geral, existem algumas regrinhas e normas que sempre são usadas na hora de montar o fluxo de um financiamento de imóvel?

A maioria das pessoas acredita que o pagamento à vista de um imóvel é sempre a melhor saída para evitar juros, diferencias de valores e dores de cabeça. De fato é. Mas no caso de quem precisa financiar o saldo devedor da sua unidade e, até mesmo,  saber quais são as etapas de um financiamento imobiliário, com um pouquinho mais de pesquisa e entendimento do assunto, consegue encontrar soluções agradáveis e sem nenhuma dificuldade para a aquisição do seu novo apartamento.

E você, sabia que o fluxo de pagamento de um imóvel pode variar segundo o que você combina com a construtora? E que o financiamento de um imóvel na planta possui muitos benefícios?

Então, continue a leitura e descubra todos os detalhes de um financiamento de imóveis!

O que preciso saber antes de financiar um apartamento na planta?

Conquistar um imóvel não é da noite para o dia e todo mundo sabe, não é verdade?  Precisamos tomar algumas medidas de economia, organização financeira e até separar um tempinho para aquela conversa com o seu gerente e com o setor comercial da construtora, afinal, a aprovação de crédito para um financiamento imobiliário nem sempre é fácil.

É claro que, com algumas dicas, você pode ter mais facilidade nessa aprovação e conseguir que os processos saiam de forma mais organizada e tranquila.

Por exemplo:

·         - Converse com o seu gerente e conheça a sua linha de crédito: não se esqueça que o relacionamento com o banco ou com a cooperativa em que deseja solicitar crédito imobiliário precisa estar em dia, ok?

·         - Converse com a construtora e entenda os formatos de financiamento que eles aceitam: o que a construtora oferece está de acordo com as suas condições? O fluxo de pagamento é agradável para você? Ficou alguma dúvida? Essa é a hora de conversar até entender tudo bem certinho, viu?

·         - Entenda os investimentos que serão necessários para o pagamento da sua unidade: quanto será a entrada? Quais as modalidades de pagamento? A vista ou parcelado?... Quem sabe de tudo não passa nenhum aperto, essa é a regra!

Coisa simples, mas que pode fazer uma grande diferença, não acha?

O que você deveria saber sobre um imóvel na planta?

Comprar um apartamento que esteja em construção pode ser bem favorável para quem quer investir em um bom negócio e não tem pressa em mudar pra dentro do novo imóvel. Ou seja, quem compra um apartamento na planta, já sabe que vai precisar esperar alguns meses antes de, finalmente, poder entrar dentro da unidade e planejar a nova vida alí.

Mas olha.. mesmo com a entrada mais demorada, é bem interessante analisar essa categoria de compra, afinal, se você analisar direitinho sobre o financiamento de um apartamento na planta e também no valor venal do imóvel ao final do fluxo de pagamento, vai perceber que essa modalidade de compra tem diversos benefícios, inclusive o preço.

Sim, o apartamento na planta é, consideravelmente, mais barato. Isso se dá por que o imóvel ainda não recebeu a famosa “valorização”, o que acontece pela alta procura por imóveis prontos para morar, pelo desenvolvimento da região e outros inúmeros fatores. Um baita investimento pra quem quer comprar agora e já pensa em vender num futuro próximo, não acha?  

Se quiser saber mais sobre a valorização de imóveis, temos um conteúdo incrível sobre: https://consciente.com.br/noticias/o-que-preciso-saber-sobre-a-valorizacao-imobiliaria-em-2022-

Mesmo com essa notícia maravilhosa da valorização, não podemos esquecer de prevenir qualquer problema, não acha? Portanto, a recomendação é você que pesquise bem sobre a construtora que deseja adquirir o imóvel, suas tradições e entregas no prazo e também o seu reconhecimento no mercado imobiliário local. Não tenha medo de passar o pente fino: saiba quais obras ela já entregou, se houve reclamação dos clientes e até mesmo se o imóvel foi entregue dentro do prazo para não ter o sonho transformado em pesadelo.

Dica de ouro, ein...

Como funciona o financiamento de um apartamento na planta?

Desde de 2021, o mercado imobiliário cresceu bastante, com diversos lançamentos de 1, 2 e 3 suítes e até empreendimentos com exclusividades incríveis. É claro que isso fez com que a procura e o número de financiamentos também aumentasse bastante, afinal, quem não quer morar com exclusividade e muito bom gosto, né?

O financiamento imobiliário, na maioria das vezes, é dividido em duas etapas importantes de serem entendidas: o pagamento de parcelas durante as obras, o que vai ajudar a construtora no desenvolvimento do empreendimento e garantir a sua compra, e também o financiamento pós entrega da chave, o famoso financiamento com o banco.

- Entrada do financiamento na planta:

Normalmente, ao demonstrar interesse em um imóvel na planta, a construtora solicita que você pague uma entrada, garantia ou sinal que confirme o seu interesse pela aquisição, que pode variar entre 20% a 30% do valor total do imóvel.

Por exemplo: Se você quer comprar um apartamento com o valor final de R$100.000,00, logo, você deverá pagar, de forma parcelada ou integral, um valor de entrada de, aproximadamente R$25.000,00 que significa 25% do valor total do imóvel. É importante lembrar que essa não é uma regra fixa e que cada construtora pode solicitar um sinal dentro de suas condições pré-estabelecidas de negociação, ok?

A entrada pode ser paga de uma vez ou em fluxos de pagamentos determinados pela construtora, que podem seguir parcelas mensais, trimestrais, semestrais e anuais, assim como parcelas “únicas”, que são determinadas junto ao departamento comercial da empresa. Fica ligado, ein!

É sempre bem importante que você esteja atento também ao seu relacionamento com o banco ainda no pagamento das parcelas junto a construtora: isso facilitará a sua aquisição de crédito no momento do financiamento junto ao banco, lembrando que o financiamento imobiliário do valor restante, após descontado o valor de entrada, só é liberado pelo banco após a entrega do empreendimento pela construtora.

Melhor não esperar até lá pra melhorar o seu relacionamento com o gerente, não acha?

Quais as vantagens de optar por um imóvel em construção?

Se você chegou até aqui, é por que sabe que comprar um imóvel na planta é um negócio bastante interessante e que, dadas as condições, pode ser muito prazeroso, tranquilo e rápido. Ainda mais pra quem não tem pressa em receber a sua unidade e deseja fazer um bom negócio, existem várias vantagens que devem ser postas na balança.

·         - Você consegue aguardar alguns meses antes de comprar seu apartamento?

 O comprador que adquire imóveis na planta sabe que será preciso esperar alguns meses até que a obra fique pronta. Isto pode ser uma vantagem, caso o comprador use o prazo para se programar financeiramente, organizar o seu cronograma de mudança e até pensar nas modificações necessárias como matrícula do colégio das crianças, transferência de contas, mudança de caixa postal...

·         - Os juros no financiamento de um imóvel na planta são atrativos?

Depende do que você considera atrativo!

 É fato de que o mercado financeiro vem sofrido com juros e correções bastante variáveis. As taxas INCC e a TR, por exemplo, sofreram grandes variações no último semestre. Mas, voltando a comparar o valor de uma unidade pronta pra morar, onde já houve a valorização, e de um apartamento na planta, acredite: a diferença entre o valor venal da unidade, ao fim do pagamento, pode sofrer variação de quase 40%. É muita coisa, não acha?

Pois é, agora colocando na balança: os juros do financiamento de um imóvel na planta, mesmo sofrendo variações, não são capazes de alterar, de forma tão significativa, o valor final da sua unidade.  Além disso, como o empreendimento ainda não está construído, não há cobrança de juros em decorrência do pagamento parcelado dessa primeira etapa, congelando os valores da negociação.

Deu pra ver que o fluxo de financiamento de um apartamento pode sofrer diversas variações, mas que continua sendo uma das formas mais atrativas e escolhidas na hora de adquirir um imóvel novo. Seja pelas facilidades, pela possibilidade de personalização do financiamento e até pelas condições liberadas pela construtora, entendendo bem como funciona o fluxo de financiamento de um imóvel e tendo certeza de todas as variáveis necessárias, a compra do seu próximo apartamento na planta vai ser tranquila, mais fácil e muito mais Consciente.  

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o nosso blog semanalmente! 


 

Categorias: Investimento

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Investimento

Construtora congela parcelas do INCC em feirão virtual de imóveis

São diversas opções a serem escolhidas e adquiridas de forma totalmente online, garantindo melhores negociações.

Canal

Investimento

Como explorar as áreas comuns do seu apartamento?

Como não podemos ir às áreas externas do condomínio, que tal explorar sua casa e criar um lugar divertido para a família?

Canal

Investimento

Quais os documentos para declarar imóveis no imposto de renda em 2021?

É comum aparecerem dúvidas quanto ao pagamento e as necessidades da declaração. Entenda os documentos necessários em cada caso.