10 Nov, 21

A jornada de trabalho pode ter uma carga horária de até 44 horas semanais no Brasil, de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Além do tempo que deve ser dedicado à empresa, o trabalhador brasileiro gasta, em média, quase 5 horas semanais no deslocamento para o trabalho, segundo dados do IBGE. Diante desse cenário muitas pessoas ficam sem tempo para para se dedicar aos eventuais problemas e demandas particulares durante a semana, principalmente situações que envolvem questões de saúde, pendências administrativas e jurídicas, que precisam ser resolvidas no horário comercial. 


Essa realidade fez com que a Consciente Construtora e Incorporadora desenvolvesse um serviço de assistência social nas obras, ação que proporciona suporte aos trabalhadores da construção civil. Desde fevereiro, a empresa leva uma assistente social para os canteiros de obras, semanalmente, com objetivo de fazer acompanhamento, agendamentos e encaminhamentos de saúde, e de busca de outros direitos sociais. Os atendimentos são individualizados..

“Além de terem pouco tempo, muitos trabalhadores não sabem onde procurar por serviços gratuitos. Em algumas situações, trabalham com dor por simplesmente não fazerem uma consulta médica, ou permanecem com uma preocupação por não conseguirem resolver algum problema administrativo ou jurídico”, diz a assistente social da Consciente, Flávia Oliveira.


Mais de 150 atendimentos foram realizados desde o início do programa Social nas Obras, como foi batizado. Um dos trabalhadores atendidos foi o ajudante de carpintaria, Wellison Santos da Silva, que conseguiu agendar um atendimento odontológico para o filho de 9 anos. “Ele chegou do Pará há cerca de um ano e não teve um acompanhamento satisfatório em relação aos dentes durante o período em que morou lá. Tive que buscar uma solução aqui para esse problema, mas me assustei com os valores que estavam cobrando, que passavam de R$ 2.600”, destaca Welisson.


Ao saber do projeto, o ajudante de carpintaria buscou auxílio da assistente social e conseguiu marcar uma consulta junto ao Seconci sem custos. “Foi algo que ajudou muito porque não tinha todo esse valor para arcar com o tratamento. Além disso, a Flávia marcou a consulta de maneira rápida em um momento em que achava dificuldades para encontrar um horário para ir marcar”, destaca Welisson, que trabalha no segmento da construção civil há mais de 10 anos, sendo dois na Consciente. “Eu trabalhei em muitos lugares e é algo que eu não tinha visto ainda. Isso dá mais tranquilidade e me faz sentir abraçado”, completa.


“Os colaboradores não possuem em sua maioria absoluta plano de saúde e nem para sua família. Por isso, este serviço oferece ao colaborador acolhimento, auxílio em todas as suas demandas socioassistenciais como marcação de consultas gratuitas no Seconci [Serviço Social da Indústria da Construção do Estado de Goiás], que muitas vezes eles nem sabem que têm acesso. Também fazemos encaminhamentos para clínicas de atendimento popular para realização de consultas e exames à valor social”, destaca Flávia. “Além disso, realizamos encaminhamentos para defensorias públicas em suas demandas jurídicas e de direitos sociais. Assim, facilitamos o acesso deles às redes de apoio social”, explica a assistente social da Consciente, Flávia Oliveira.


Banco de oportunidades para os filhos dos trabalhadores


Flávia Oliveira destaca que a ação é focada na cidadania e na garantia de direitos dos trabalhadores, viabilizando diversos serviços socioassistenciais e um espaço de diálogo baseado na confiança, respeito e apoio ao colaborador. Entre os serviços de saúde oferecidos aos trabalhadores e acompanhados pelo programa estão especialidades como odontologia, clínico geral, cardiologia, oftalmologia, fisioterapia, ortopedia, psiquiatria, psicologia e agendamentos de exames. A empresa também montou um banco de oportunidades para que os filhos dos colaboradores tenham a primeira chance de emprego.

“Mais que uma empresa que constrói residenciais, queremos ser reconhecidos como uma empresa que constrói relações humanas. Oferecer esse suporte aos trabalhadores é uma forma de valorizar aqueles que estão sempre nos auxiliando a alcançar nossos objetivos”, destaca a assistente social.

Categorias: Sustentabilidade

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Sustentabilidade

5 motivos para morar em um empreendimento sustentável

O contato com a natureza faz bem não só para o bolso, mas também para o bem-estar e qualidade de vida da sua família

Canal

Sustentabilidade

Consciente faz campanha para pessoas com câncer de mama

Em outubro, a empresa fará ações sobre a importância da prevenção e de se mostrar presente na vida de pessoas com a doença.