10 Nov, 20

Goiânia ganhará um complexo do prestigiado World Trade Center, confirmando sua posição como uma capital do turismo de negócios. A organização é uma rede global que possibilita fomentar o comércio internacional e estimular o investimento no Estado. O WTC Goiânia será o segundo no Brasil, localizado entre o cruzamento da Av. 85 com a D, no Setor Marista.

 

O complexo contará com duas torres, sendo uma delas a sede do WTC Office&Corporate, do WTC Plaza Mall e do WTC Plaza Events. Como a capital goiana mostra enorme potencial ao turismo de negócios, o WTC na cidade contará ainda com duas novidades, o WTC Stay&Hotel – que estará localizado na torre business e WTC Residence, sendo esta a pioneira no país.

 

Leonardo Figueiró, CEO do WTC São Paulo, comentou sobre o futuro empreendimento. “Enxergamos Goiás com um desenvolvimento gigantesco. Com seu forte PIB do agronegócio, hoje é a capital do Centro-Oeste”, disse. O projeto com a marca WTC está sob os cuidados da Consciente Construtora e Incorporadora e a JBJ Incorporações.

Leonardo explica ainda que a junção entre a formação imobiliária e a World Trade Center Association (WTCA) é o que fará do negócio um sucesso. De acordo com ele, é um prédio que se comunica com o mundo todo, um complexo com o diferencial de conectar a estrutura física com um clube de negócios mundial. 


Continue acompanhando e saiba mais sobre este projeto.


Os benefícios do WTC em Goiânia

Com cerca de 2 milhões de parceiros, o WTC Business Club conecta todas as redes WTC espalhadas pelo mundo. O complexo está presente em quase cem países e seu propósito é facilitar o desenvolvimento do mercado internacional, incentivando mais investimentos e possibilitando a comunicação entre os membros do clube.

 

Dessa forma, o WTC atua como um mediador entre as empresas e o comércio internacional. O objetivo é estimular exportações e estabelecer conexão com os players globais. Leonardo Figueiró afirma que o WTC Business Club colocará Goiânia no mapa do comércio internacional e que a estrutura será preparada para esta conexão.

 

A torre comercial, por exemplo,  será composta de 40 andares, dos quais os primeiros serão abrigados pelo WTC Stay&Hotel. As salas comerciais do WTC Office&Corporate serão oferecidas a partir do 13º andar e ainda contará com cobertura, lajes corporativas e heliporto com sala vip.

 

A outra torre, o WTC Residence – inédito no país -  terá 39 andares com 1, 2 e 3 quartos, além de penthouses, o maior pet place de condomínios verticais de Goiânia e lazer completo com acesso a Square. Já o Plaza Mall receberá serviços de conveniências e gastronomia de alto padrão. O WTC Plaza Events não será comercializado, mas promete um espaço exclusivo para eventos comerciais, privados e públicos, convenções, festivais e meetings.

 

O WTC em Goiânia contará ainda com Square com, aproximadamente, 2 mil metros quadrados de área verde em conceito Floresta de Bolso, conectando todo o empreendimento, além de ser estruturada para a distribuição gratuita de wifi para os visitantes da praça. O projeto fecha em 104,5 mil metros quadrados de área construída.

 

O WTC na capital goiana irá possibilitar o aumento do comércio local, o agronegócio, as instalações de empresas que desejam maiores possibilidades de conexões e network, além de ampliar as chances da geração de emprego e renda para o estado, através de eventos e da mão de obra terceirizada. O complexo de São Paulo, por exemplo, abrigava cerca de mil eventos anuais antes da pandemia da Covid-19. 


O valor geral de vendas do WTC Goiânia foi previsto em R$ 300 milhões, sendo esta uma oportunidade única para as empresas que almejam fazer parte dessa rede mundial. A construção do complexo WTC em Goiânia já foi iniciada e a previsão de entrega está agendada para 2023.


O verde em meio a selva de pedras

Apesar da concentração das construções urbanas, Goiânia é uma cidade conhecida por preservar áreas verdes. O complexo do WTC na capital foi planejado para manter a arborização que os goianos tanto apreciam. Portanto, o projeto paisagístico ficou a cargo da Cardim Arquitetura Paisagística, liderada pelo botânico Ricardo Cardim e a arquiteta Alessandra Cardim.

 

Com a proposta de entregar excelência no plantio, a empresa une estratégias de sustentabilidade às soluções renovadoras na escolha de espécies e composições. A Cardim projetou a WTC Square a partir da técnica Floresta de Bolso, desenvolvida e registrada por Ricardo Cardim.

 

A técnica consiste na composição e espaçamento da restauração, as quais procuram respeitar a evolução original das florestas, proporcionando rápido crescimento, baixo índice de perdas, redução no consumo de água e menos manutenção.

 

A Floresta de Bolso visa reconectar as pessoas à natureza, suas formas, texturas, histórias e sabores. Preenchendo o cotidiano com biodiversidade e bastante bem-estar. Logo, a técnica foi a escolha ideal para a WTC Square, pois a formação de bosques gera benefícios ambientais ao local, como a redução da temperatura, aumento da umidade e redução dos famosos “Bolsões de calor”.

 

O espaço foi idealizado pensando em agregar intervenções a fim de beneficiar o urbanismo e o paisagismo público a sua volta, uma ação que é definida como gentileza urbana. 


Design que muda tudo

Steve Jobs certa vez disse que design é função e não forma. Conceito muito bem seguido pelo WTC Goiânia, pois o empreendimento não dispõe somente de beleza, como também de funcionalidade.

 

As fachadas do complexo, por exemplo, são integradas com elegantes brises, forma encontrada de transmitir suavidade e movimento ao mesmo tempo. O WTC Residence, por sua vez, aproveita ao máximo os benefícios da localização de esquina. Seu exterior é marcado por esquadrias de grandes vãos, resguardadas por varandas e brises deslizantes.

 

O estilo arquitetônico do WTC prestigia as praticidades do complexo e as esplêndidas vistas da cidade. 


Os empreendimentos WTC no Brasil e no mundo

Em 2019, o World Trade Centers Association completou meio século de conectividade global, ligando empresas e lugares. A marca surgiu em 1939, no entanto, foi apenas em 1969 que Guy Tozzoli, o fundador, estabeleceu a rede como uma organização. Ele acreditou que o mundo dos negócios globais precisava de caminhos mais viáveis. No início, o WTCA começou com apenas catorze membros originais, todos eles com a missão de conectar cada vez mais o mundo dos negócios através do estímulo entre mercado e investimento. Assim foi desenvolvido o World Trade Center, uma marca global com o propósito de facilitar o comércio internacional.

 

Anos depois, a associação conta com mais de 300 WTC em 90 países espalhados por 5, tais como América, Europa, África, Oceania e Ásia. Agora, com cerca de 15 mil profissionais atuantes, a organização representa cerca de 35% do PIB Global, com rendimentos em torno de U$ 26 trilhões de dólares.

 

Quer saber mais sobre o WTC Goiânia e tudo que ele oferece? Acompanhe todas as novidades desse novo complexo exclusivo pelo site: www.wtcgoiania.com.br.

Categorias: Investimento

Assuntos relacionados

Ver todos
Canal

Investimento

Como declarar imóveis no imposto de renda 2020?

Nessa época do ano é mais do que comum aparecerem dúvidas quanto ao pagamento e as necessidades da declaração.

Canal

Investimento

Por que comprar um apartamento na planta?

Considerar a aquisição de um imóvel ainda em construção pode te surpreender e garantir um imóvel como você sempre quis.

Canal

Investimento

O que é o INCC e como é calculado?

A taxa está presente em grande parte dos contratos de compra de imóveis, impacta no valor das parcelas e no preço final do bem.