08 Out, 19

Para escolher o tipo de ar-condicionado ideal, é preciso realizar um cálculo para definir a potência correta – a qual é medida em BTU. Essa tarefa leva em conta diversos fatores, como incidência solar, quantidade de equipamentos que emitem calor, quantidade de pessoas no ambiente, tamanho do ambiente, entre outros. O ideal é procurar um especialista ou seguir as orientações descritas no manual proprietário fornecidos na entrega de sua unidade pela construtora. Nos apartamentos da Consciente Construtora são entregues as redes frigorígenas de cobre extrudado (sem emenda longitudinal) e os respectivos drenos, para instalação de ar condicionado do tipo Split nos quartos e na sala. No manual, entregue ao cliente após entrega do apartamento, vem descrito a potência de refrigeração admitida assim como a descrição da condensadora indicada com BTUs e os equipamentos projetados por ambiente com BTUs específicos. Porém a escolha do equipamento fica a critério do proprietário, desde que respeitadas as potências consideradas em projeto, bem como o tipo de condensadoras (bi-split). Outro ponto importante e descrito no manual é a fixação e os posicionamentos indicados para cada instalação.

 

Evite cálculos de internet e dicas para cálculo aproximados para não se aborrecer. Comprar um ar-condicionado inferior ou no limite adequado pode aumentar o consumo de energia. As vezes compensa mais comprar um mais potente porque ele irá trabalhar com folga e não gastar tanta energia. Fique atento além do especificado no seu manual se você alterou o uso previsto porque pode influenciar na escolha. Lembre-se que quanto mais equipamentos, mais calor e maior potência exigido. Um quarto que virou office ou academia ou outro uso provavelmente precisa de potência maior que para um quarto.

Mas ao comprar um ar-condicionado te perguntam se querem o tipo inverter. Você sabe a diferença?


Convencional x Inverter


Os modelos convencionais utilizam a unidade condensadora em um sistema liga-desliga, ou seja, quando ativado, o motor funciona em capacidade máxima até atingir a temperatura solicitada e então desliga, retomando sua operação apenas quando o ambiente esquentar ou esfriar mais de dois graus célsius. Isso gera picos de energia, o que os tornam menos eficientes energeticamente.


Já os modelos inverter se adaptam à temperatura ambiente. Os motores determinam a potência a ser utilizada de acordo com a variação entre a temperatura externa e a desejada pelo usuário. Essa alteração do nível de potência do equipamento garante uma economia de até 60% quando comparado aos modelos convencionais. Na aquisição o Inverter pode ser mais caro mas lembre-se da economia a longo prazo e o custo da energia.

 

Quais tipos de ar-condicionado existem?


Existem basicamente dois tipos de ar-condicionado do tipo split: High Wall que fica na parede e Cassete que fica no teto. Além disso, existe também o Multi-split ou VRF, que consiste em apenas um condensador no lado externo atendendo a diversos evaporadores no lado interno. Ideal para apartamentos. Um aparelho externo pode atender até 3 quartos dependendo do tamanho.


Limpeza e manutenção


A falta de limpeza no ar-condicionado pode ocasionar a proliferação de uma série de doenças respiratórias, alergias e odores desagradáveis. Por isso, a limpeza e manutenção dos equipamentos é essencial. Recomenda-se a manutenção de 2 a 6 meses. Dica: Fazendo periodicamente a limpeza dos filtros, evita-se o acúmulo de fungos e bactérias. Também é importante passar um pano úmido na superfície da unidade interna e externa.

 

Esperamos ter ajudado. Conheça nossos empreendimentos e não se preocupe com a instalação da rede frigorífera pois todos nossos projetos já contemplam na sala e quartos.

Clique aqui e assista ao vídeo que preparamos para você com orientações para instalação do seu ar-condicionado no apartamento.

Categorias: Notícias